Como Comparar Propostas de Crédito: Um Guia Completo

como-comparar-propostas-de-credito-em-Portugal

Em qualquer pedido de crédito, ser-lhe-á entregue pelo menos uma proposta de crédito. Caso decida recorrer a um intermediário de crédito, poderá receber diferentes condições. Neste caso, saberá como comparar propostas de crédito?

Vamos mostrar-lhe os principais ponto a ter em conta na hora de escolher o crédito mais barato para a sua carteira!

Simulador de Crédito Pessoal
  • Que crédito procura?
  • Enviar pedido!

Simulador de Crédito Pessoal

Simule o seu empréstimo pessoal em poucos minutos e obtenha a proposta mais adequada!


5000
84
50000
40
5000

O Que é Uma Proposta de Crédito?

No momento em que decide solicitar um crédito, seja ele para a aquisição de uma habitação ou um empréstimo pessoal, irá receber uma proposta para analisar as suas condições de crédito.

Estes documentos, conhecidos por FIN ou FINE, para créditos ao consumo ou habitação, respetivamente, são uma proposta formal enviada pela entidade bancária, que detalha todas as condições a que a instituição está disposta a financiar.

Pode dizer-se que, esta proposta, é o ponto de partida para conseguir ter acesso ao contrato de crédito.

Elementos comuns que pode encontrar numa proposta de crédito:

  • Montante do empréstimo: A quantia exata que pretende financiar junto da instituição bancária.
  • Taxa de juro: Esta pode ser fixa ou variável, e irá afetar diretamente o MTIC, ou seja, a quantia total que irá pagar pelo seu empréstimo.
  • Período de amortização: O prazo de pagamento definido para reembolsar, na totalidade, o seu financiamento.
  • Plano de mensalidades: Valor da prestação mensal a pagar de forma regular, sem falhas nem atrasos.

Se já se encontra numa posição onde tem de analisar pelo menos uma proposta de crédito que já tenha recebido, é fundamental que conheça os seus direitos e deveres enquanto consumidor. Isso será fundamental para conseguir comparar propostas de crédito.

Em termos de condições, tenha em conta que, a idade e a situação financeira atual, podem ter um impacto significativo, afetando diretamente a sua proposta.

Isto significa que, de uma forma geral, um jovem com 24 anos, poderá conseguir condições mais vantajosas do que alguém que pretenda pedir um crédito com os mesmos valores, mas que já tenha 52 anos. Este é apenas um exemplo, já que existem vários fatores que podem impactar diretamente as condições obtidas.

Mas afinal, o que deve ter em conta ao analisar e comparar propostas de crédito? Vamos descobrir!

O Que Analisar Numa Proposta de Crédito?

qual-a-melhor-forma-de-comparar-propostas-de-credito-diferentes

Ao avaliar propostas de crédito, deve certificar-se de que compara meticulosamente os detalhes financeiros que terão impacto no custo total do crédito que pretende contrair.

Como vimo, a clareza de todos estes parâmetros é crucial para conseguir tomar uma decisão bem informada.

TAEG

A Taxa Anual de Encargos Efetiva Global (TAEG) reflete o custo total do crédito, de forma anualizada, ou seja, indica o custo do crédito em cada ano de contrato.

Esta taxa inclui todos os juros, comissões, impostos, seguros e outros encargos associados. Uma TAEG mais baixa indica, geralmente, um empréstimo mais económico para o consumidor.

MTIC

O Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC) representa o total que pagará pelo crédito, incluindo todas as prestações mensais e encargos adicionais. Deverá usar este valor para comparar o custo absoluto de diferentes opções de crédito.

Spread

O spread, uma componente essencial da taxa de juro, é a margem de lucro do banco. Diferentes bancos oferecem diferentes valores de spread, por isso é importante comparar. O spread mais baixo irá proporcionar-lhe uma redução direta no custo dos juros pagos ao longo da vida do empréstimo.

Custo dos seguros de crédito

Certos créditos podem exigir seguros, como o de vida ou o multirriscos. O custo destes seguros pode variar significativamente, tornando-o um fator decisivo na escolha entre várias propostas de crédito.

Outras comissões

Avalie todas as comissões associadas ao crédito, incluindo comissões de abertura, manutenção, e reembolso antecipado. Algumas podem ser fixas enquanto outras variam com o montante envolvido. Essas comissões aumentam o custo do crédito e devem ser analisadas detalhadamente.

Como comparar uma proposta de crédito?

Ao avaliar propostas de crédito, o seu objetivo é identificar a mais vantajosa para a sua situação financeira. Compare cuidadosamente os seguintes elementos:

  • Taxa de Juro: Verifique a taxa de juro nominal, mas não se limite a esta análise. A taxa anual efetiva global (TAEG) inclui juros, comissões, impostos e outros encargos. Uma TAEG mais baixa pode indicar uma proposta menos dispendiosa.
  • Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC): O MTIC representa o custo total do crédito para si, incluindo todos os encargos além do montante que está a pedir emprestado. Compare o MTIC das diferentes propostas para perceber o impacto total no seu orçamento. Por vezes, uma diferença ligeira numa taxa de juro tem um impacto significativo no seu MTIC.
  • Prazo de Pagamento: Avalie o prazo de pagamento oferecido. Tenha em mente que créditos com prazos mais longos têm prestações mensais mais baixas, mas custam mais a longo prazo, já que estará a pagar mais juros pelos anos adicionais.
  • Seguros Associados: Alguns créditos exigem seguros de vida ou multirrisco. Verifique se o custo destes seguros está incluído na sua comparação, já que este custo pode afetar significativamente o custo total do mesmo.
  • Comissões: Esteja atento às comissões de abertura, amortização e outras que se possam aplicar, pois poderão aumentar substancialmente o custo do seu crédito.

Utilize o simulador do Banco de Portugal ou simuladores das instituições bancárias para estimar e comparar o custo total das várias propostas de crédito. Isto irá ajudá-lo a evitar surpresas e permite-lhe fazer uma escolha mais fundamentada.

Lembre-se de que a proposta com a mensalidade mais baixa não é necessariamente a mais vantajosa e barata! Analise todos os fatores envolvidos antes de tomar a sua decisão.

Como Escolher a Melhor Proposta de Crédito?

Ao escolher uma proposta de crédito, seja para habitação ou consumo, comece por consultar diversos simuladores.

Este tipo de ferramentas permite-lhe comparar propostas de crédito diferentes, tornando mais fácil identificar a que tem condições mais vantajosas.

Avalie as taxas de juro, mas também outros custos associados, como as comissões bancárias e seguros, às vezes referidos como vendas associadas facultativas.

É importante verificar ainda o seu estado na Central de Responsabilidades de Crédito, para garantir que não se encontra atualmente com nenhuma irregularidade ou pendência.

Saber a sua situação pode influenciar a decisão das instituições financeiras, que irão utilizam estas informações para avaliar o risco.

Quando comparar opções de crédito ao consumo ou cartões de crédito, preste atenção aos prazos de pagamento e taxas de juro.

É crucial entender que, para créditos com finalidades diferentes, como um crédito pessoal 120 meses, as condições também variam. Um intermediário de crédito pode ajudá-lo a identificar este tipo de diferenças.

Lembre-se, todas as decisões de hoje, terão um impacto substancial no futuro das suas finanças. Tomar uma decisão bem informada poderá poupar-lhe várias centenas de euros ao longo do seu crédito.

Talvez tenha interesse em: